Flores da Resistência

    Flores e poema para Bruna

 

- mãe de Marcus Vinicius, assassinado pela            polícia na Maré (Rio de Janeiro) -

01/07/2018

FLORES PARA BRUNA - 01/07/2018: Flores da Resistência através da Monica Simões entrega flores para Bruna Silva, mãe do menino Marcus Vinicius, assassinado na Maré (Rio de Janeiro). Durante o ato “Pela vida de nossas crianças: basta de prisão e genocídio” com concentração na Av. Paulista e caminhada percorrendo a Av. Paulista, descendo a R. da Consolação e encerrando na Praça Roosevelt (Cidade de S. Paulo). 

POEMA PARA BRUNA - 01/07/2018: Flores da Resistência através da Monica Simões lê e entrega poema para Bruna Silva, mãe do menino Marcus Vinicius, assassinado na Maré (Rio de Janeiro). Durante o ato “Pela vida de nossas crianças: basta de prisão e genocídio” com concentração na Av. Paulista e caminhada percorrendo a Av. Paulista, descendo a R. da Consolação e encerrando na Praça Roosevelt (Cidade de S. Paulo). 

POEMA PARA BRUNA

 

Cidade louca

Tempo atravessa

Que pesadelo

Tempestades de horrores que não passam...

Sinto ainda uma dor

no ponto exato do corpo

onde tua sombra tocou.

O sinal fecha

E é aí, somente aí que

Nossa gente se olha

Unem-se mãos

Tuas asas abertas passam por nós

Pernas caminham

Riscam chão

Resistência

 

Esta dor quanto mais dói

mais sol sai

Esta dor quanto mais dói

mais sol aquece

Amor, amor infinito nesta breve flor

(Mônica Simões e Carlos Gaúcho)

Fotos do ato "Pela vida de nossas crianças, basta de prisão e genocídio no qual o coletivo Flores da Resistência entregou flores e poema para Bruna, mãe de menino assassinado no Rio de Janeiro. Participação de membros do Comitê de Coletivos pela Democracia e Coletivo Flores da Resistência

Flores e poema entregues a Gleisi Hofman (presidenta do PT) em 20/06/18, um dia após ser absolvida pelo STF de processo encaminhado pelo ministério público  sem fundamentação jurídica e com claro viés político.  Após a leitura do poema a Gleisi agradece ao coletivo Flores da Resistência. 

Fotos do momento da entrega das flores e poema

    Flores e poema

para Gleisi Hoffmann

 

- presidenta do PT Nacional-

20/06/2018

                                  POEMA PARA GLEISI

 

Gleisi querida, escrevemos este poema imaginando você pronunciando estas palavras numa sessão do Senado.

 

Se ouço as estrelas?

Diria pra você que as ouvia sim.

Até muitas vezes despertei mais cedo para conversar com elas.

Elas estavam no céu, estavam no meu quarto, brilhavam em meu guarda roupa.

Quantas vezes abri a janela e fiquei pálida de espanto.

 

Gleisi guerreira, quando eles insistirem...

 

Direis agora cara e tresloucada Senadora!

Que conversas com elas?

Que sentido tem o que dizem quando estão contigo?

 

Respire Guerreira e conte, conte até 13 e diga.

 

Amai para entendê-las!

Pois só quem ama pode ter ouvido capaz de ouvir

E de entender as estrelas...

 

Mas, se para eles Bilac for distante e de difícil compreensão...

Então, você pode mostrar-lhes:  

Que em cada flor

Nasce uma esperança

Que em cada esperança

Brilha uma estrela.

 

E que as estrelas sempre estarão em nosso peito.

No nosso canto de luta,

no nosso canto de amor a esta terra."

(Monica Simões e Carlos Gaúcho)