Flores da Resistência

FLORES PARA OLIVIA SANTANA - Fevereiro 2018 - É secretária estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte na Bahia (do PCdoB). Sofreu racismo por parte de duas mulheres enquanto participava de um evento de pré-Carnaval em Salvador em 04/02/2018. "Você deveria voltar para favela, porque aqui é capitalismo", disse uma das suspeitas detidas e apresentadas à Central de Flagrantes da Polícia Militar. As flores foram entregues em um evento pela Cleo Bernal ("Flores da Resistência"). Eis as palavras da Clô:
"Compas: estou muito feliz de ter podido estar nessa missão de levar flores/solidariedade /força de resistência pra Olivia! Que mulher! Que guerreira! Fiquei MUITO emocionada durante toda a fala dela! E se eu puder registrar algo, que marcou muito: aos fascistas,  nem um segundo de arrego! Se alguém ainda não viu o vídeo do episódio da agressão racista que Olivia sofreu sábado,  recomendo que assista!  Vou procurar e postar novamente a seguir.  A pessoa que a agrediu dizendo a ela que aquele lugar não era pra ela, que seu lugar era na favela, disse em seguida que queria vê-la chorando.  Mas...Como disse Olivia, esse seria o troféu da vitória! Da opressora sobre a oprimida.  Mas nossa guerreira não lhe deu esse gosto! Infelizmente, na delegacia o caso não foi sequer  reconhecido como agressão racista..."
REPORTAGEM SOBRE A AGRESSÃO RACISTA- Os presidentes do PCdoB estadual e municipal, Davidson Magalhães e Everaldo Augusto, e a vice-presidente domunicipal, Aladilce Souza, acompanharam a secretária até a delegacia para registrar o boletim de ocorrência por crime de racismo. A torpe agressão sofrida por Olívia Santanano em 04/02/2018 é um acinte a toda a Bahia, especialmente a sua majoritária população negra. "

POEMA PARA OLIVIA SANTANA

 

E pra nunca mais


Um suspiro

Um sucesso 

Um sonho 

Um sentimento 

 

Depois de lapidados

Depois de bordados 

Depois de consumados


Não há regresso 

Não há progresso 

Muito menos transverso

(Andrés)

FLORES PARA A LUCIANA - - 16/11/2017: - uma das coordenadoras do Movimento dos trabalhadores sem Teto (MTST)
POEMA PARA LUCIANA

Entre a rua e a casa

Quantas distâncias?

Quantos sofrimentos?

 

Entre a luz e a escuridão

Quantas mendicâncias?

Quantos impedimentos?

 

Mas nestes tempos

dos velozes e furiosos

Indiferentes às casas

Indiferente às causas

de ti, de nós

dos sonhadores

dos sem medo

dos lutadores

dos sem terra

 

Evocaremos tempos

de luta e cantaremos

aos herdeiros

de Zumbi

de Biko

de Julião

de Mariguela

de Che

de Mandela

 

Marcharemos sem medo

Ao lado do povo sem medo

Ao lado de ti camarada

Luciana

 

(Andrés)

FLORES PARA A DILMA - 14/11/2017: Dilma recebendo flores do "coletivo Flores da Resistência" em Berlim no prédio Henry-Ford Bau da Universidade Livre de Berlim (FU Berlin). Foi convidada pelo Instituto da América Latina da FU Berlin juntamente com  Fundação Friedrich-Ebert Stiftung ligada aos social-democratas alemães para participar do debate "Da escorregada da política para a direita e da politização do Poder Judiciário". 
HOMENAGEM AOS 18 JOVENS PRESOS INJUSTAMENTE NO CCSP - 10/11/2017: Em 10 de novembro de 2017 os 18 jovens presos injustamente no CCSP e agora respondendo a processo na justiça por conta deste estado de exceção em que vivemos receberam junto com seus familiares uma homenagem do coletivo "Flores da Resistência" com a entrega de flores. Aconteceu na frente do Fórum Criminal da Barra Funda, onde acontece a segunda audiência da processo em que os jovens são réus. Parabéns aos membros deste grupo (Isabel Frontana CaldasCarlota Novaes, Monica, Fernando Duarte CaldasRenata Del Monaco.....) que desenvolvem esta bela atividade. Se como diz Geraldo Vandré em uma de suas canções que é ilusão acreditar nas flores vencendo canhões é uma verdade que quem as recebe tem o seu ânimo renovado para lutar contra todo tipo de canhão.
  • FLORES PARA ILDA MARTINS - 12/11/2017: Sua família foi vítima da ditadura militar no Brasil com seu marido assassinado e ela mesma brutalmente torturada. O seu relato foi usado pela Comissão Naiconal da Verdade e está no relatório final do grupo. Veja também seu depoimento no youtube: https://youtu.be/FV2nvHhZi_8

FLORES PARA A FILÓSOFA MARCIA TIBURI - 03/02/2018 - Durante lançamento do seu livro "Feminismo em comum" na Livraria da Vila - Rua Fradique Coutinho, 915 (SP)
POEMA PARA MARCIA TIBURI

O dia logo passa

Quando uma flor é aguilhoada por seu próprio espinho

 

O dia logo passa

Quando a palavra é utilizada

como ferramenta de dor

 

O dia logo passa

Quando o conhecimento

cimenta a existência

 

O dia logo passa

Quando a chama do desejo

é colonizada pelo dinheiro

 

O dia logo passa

Frenético, assustador

Sem a tua companhia

 

Mas com certeza

Na companhia da vileza pueril

De siglas assustadoras

 

O dia logo passa

O dia logo passa

 

Tais palavras

Meros fantoches

Meros deboches

Desnudas da beleza oblíqua

Não merecem mais que um gesto

Que silenciosamente grita

 

O dia logo passa

O dia logo passa

(Andrés)