Clique na setinha para ver outra foto ou clique diretamente na imagem para ver outras fotos em tamanho grande

        ATO CONTRA O GOLPE - 30/08/2016

Participação de membros do "Resistência": Francisco, Laerte, Márcio Gomes, Erick, Juliana,...Veio do Masp passando pela Rua Augusta e chegando na Praça Roosevelt. Depois em acordo com a polícia foi liberado para ir até a sede da golpista "Folha de S. Paulo". Porém na Rua Rego Freitas começou a repressão policial. Sabe-se que na verdade alguém jogou uma bomba de algum prédio e foi a justificativa para a polícia reprimir. Mas alguns conseguiram chegar até a "Folha"

VOTAÇÃO IMPEACHMENT NA CÂMARA -17/04/2016

Vale do Anhangabaú. Em 17 de abril de 2016. Presentes membros do coletivo "Resistência" durante votação do impeachment na câmara Federal. Como todos sabemos foi aprovado de forma vergonhosa e sem crime por parte da Dilma por larga margem.

1/26

            ATO "FORA TEMER" EM PERUS - 05/05/2016

Manifestação contra o golpe e pela democracia na saída da estação de trem Perus (sp). Participaram a turma do watsapp 'Articulação de grupos', "Resistência" e membros do PT de Perus. A cantora Inaê Moreira (filha do Laerte) cantou com acompanhamento do violonista Gabriel Deodato Deodato e do percussionista Everton Reis. 

Clique na flechinha para trocar a foto ou clique na imagem para ver as fotos em tamanho grande

   ATO CONTRA O GOLPE EM SOROCABA-11/05/2016

Em 11 de maio de 2016 a partir das 18 horas juntamente com alunos e professores do Campus Sorocaba da Universidade Federal de S. Carlos. O Márcio, a Lourdes Carril, também professores deste Campus e membros da "Articulação dos Grupos", estiveram presentes.  Muita garra com palavras de ordem. Houve trancamento das avenidas Dr. Armando Pannunzio e Getúlio Vargas. O Laerte ("Articulação dos grupos" e "Resistência") fotografou.

Manifestação "Fora Temer", em 15 de maio de 2016 (domingo). Orgânico e liderado por mulheres, o ato aconteceu na Avenida Paulista contra Michel Temer. Reuniu mais de 10 mil pessoas. Nem os organizadores imaginaram a dimensão que o ato tomaria, com pessoas de todas as faixas etárias e movimentos feministas, estudantis e sindicalistas. Essa é a resposta ao Governo, que tenta rasgar a constituição e promover um retrocesso as mulheres, as minorias e aos programas sociais. A insatisfação das redes dos últimos dias e o repúdio ao golpe em curso no Brasil foi traduzida nas ruas. E é só o começo Teve início por volta das 14h30 na Praça dos Ciclistas na Av. Paulista, desceu a Rua da Consolação, atravessou a Praça Roosevelt, subiu a Rua Augusta, saindo na Av. Paulista novamente, onde enfrentou alguma tensão com a PM ao passar em frente a FIESP, e se encerrou no MASP.